FCA apresenta "Desenvolvimento Ágil de Software – Guia Prático"







A FCA, editora do Grupo LIDEL, que já foi falada, diversas vezes aqui, no Aki Há Tecnologia, irá apresentar amanhã o seu novo livro da autoria de Tiago Palhoco, especialista informático de Gestão.

O livro “Desenvolvimento Ágil de Software – Guia Prático” será apresentado amanhã pelas 09h30 no Campus do IST (Instituto Superior Técnico) no Taguspark, no âmbito de uma aula aberta de Gestão de Projetos, e contará com a participação de Alfredo Silva e Luís Damas.

Esta obra de Tiago Palhoto chega às lojas pelo preço recomendado de 24,95€. Pode saber mais sobre este livro no press release abaixo:


Uma vez que o Software se tornou crucial tanto na evolução de sistemas e produtos baseados em computadores como na resolução de problemas especializados, o seu desenvolvimento acabou por se tornar numa área multidisciplinar, difícil de compreender e dominar na sua totalidade.

Resultado da vasta experiência profissional do autor enquanto consultor e formador, o livro Desenvolvimento Ágil de Software – Guia Prático” surge com o objetivo de elucidar os leitores sobre a constante evolução da Engenharia de Software, nomeadamente as linguagens, tecnologias de implementação, técnicas e frameworks como eXtreme Programming (XP), Rational Unified Process (RUP®), entre outras.

Concebida para uma leitura estruturada, orientada para uma visão completa da metodologia de desenvolvimento, ou faseada, orientada para quem necessite de informações sobre determinado tema, a nova obra da FCA, enriquecida com casos reais e dividida em cinco capítulos e subcapítulos, pretende servir de fio condutor ao complexo dia a dia de muitos informáticos, em particular aos que de alguma forma se encontram envolvidos num projeto de desenvolvimento de software.

Com esta obra, Tiago Palhoto pretende assim demonstrar, através de conceitos e práticas transversais a várias metodologias, de que forma podem ser abordados e solucionados muitos dos problemas que surgem durante a execução de um projeto de TI.

“O aparecimento das linguagens que suportam os princípios da programação orientada por objetos foi um enorme salto em frente, ao encapsular componentes, com maior ou menor inteligência, que resolvem tarefas específicas. Deixou, assim, o programador de se preocupar com os milhares de linhas de código para se focar em cada uma das componentes em particular que compõem o grande bolo final (…)”

In Prefácio de Luís Damas,

Licenciado em Informática, Mestre em Gestão de Informação e Consultor

Comentários